Óleo de Melaleuca

Óleo de Melaleuca

A história e a origem do óleo de melaleuca

A melaleuca é uma planta nativa do sul da Austrália. É conhecida também como Tea Tree ou árvore-do-chá. Das folhas desta árvore é destilado o óleo de melaleuca. Ele é usado para desinfecções, cicatrizações e pequenas curas.

O óleo de melaleuca era usado por aborígenes da Austrália há milhares de anos. Eles misturavam as folhas com lama e aplicavam diretamente na pele atingida, para tratamento de cortes e infecções da pele. oleo-de-melaleuca-imagem

Existem inclusive relatos de histórias em que esse povo aborígene banhava-se em uma lagoa “mágica” onde era possível curar ferimentos e afecções.

O que acontecia de fato, era que as folhas de melaleuca caíam sempre em um alagado próximo, e com o passar do tempo, era possível usufruir das suas propriedades medicinais que naquela água ficavam.

Para que serve o óleo de melaleuca? Quais os seus benefícios?

O óleo de melaleuca serve para uma série de condições da pele. Ela é conhecida inclusive como uma verdadeira panaceia (cura para todos os males) para tratar problemas da pele, de pequenos a moderados.

Segue os principais benefícios dela:

  • Ela possui propriedades antifúngicas, antibacterianas, antiviróticas e antissépticas.
  • Anti-acne – A acne é causada quando há o aumento de secreção de sebo pelas glândulas sebáceas e células mortas obstruindo os poros da pele. Esse sebo acumulado libera algumas substâncias que causa inflamação no local, um meio propício para o desenvolvimento de bactérias, especialmente nesse caso, a Propionibacterium acnes, causadora da acne. Por possuir uma forte ação antimicrobiana e ampla, o uso do óleo de melaleuca em contato com os poros elimina bactérias como a Propionibacterium acnes.
    • O vapor facial utilizando melaleuca, aplicada aos poros, ajuda a retirar as indesejadas manchas causadas pela acne.
  • Ela ajuda no tratamento de problemas respiratórios, como:
    • Dores de garganta
    • Tosse
    • Bronquite
    • Asma
    • Outros
  • Combate diversos tipos de vírus, como a gripe, o sarampo, herpes, candidíase, verrugas e varicela.
  • Combate a oleosidade da pele
  • Trata as erupções cutâneas, as bolhas, micoses, queimaduras, cortes, pé de atleta, infecções, ferimentos leves, eczema, sarna, caspa, piolhos e fortalecimento dos cabelos.
  • Utilizado em infecções do ouvido. Para dores de ouvido e/ou infecções do canal externo do ouvido. Nesses casos, recomenda-se pingar

>> Clique aqui para ver preços de óleo de melaleuca. <<

Óleo de melaleuca na podologia

Os podólogos (profissionais que aplicam terapias para problemas relacionados aos pés) também fazem uso dos benefícios deste óleo. Eles a utilizam em tratamentos de micose em unhas. Nestes casos recomenda-se aplicar uma pequena quantidade, 1 gota apenas do óleo puro aplicado com haste flexível com ponta de algodão no local. Faça 3 vezes ao dia.

Para o tratamento em frieiras e possíveis feridas no pé, a recomendação é realizar um escalda pés com 10 gotas de óleo em uma colher de sal grosso. Deixe os pés na solução por um período de 10 minutos.

Óleo de melaleuca para as unhas

Para as unhas, o principal benefício da melaleuca é o seu efeito antisséptico. Ela age em todas infecções bacterianas, reduzindo a multiplicação de fungos e bactérias. As propriedades antibactericida e antifúngica do óleo garantem unhas lisas e sem manchas. Ele ainda colabora na regeneração de unhas deformadas.

Como usar o óleo de melaleuca

É um óleo essencial que deve ser utilizado com cuidado, de preferência diluído a 2% ou 5% em água. Para enxágue bucal e colutório, utilize 3 gotas em água 3 vezes ao dia. Utilizar a mesma quantidade em inalações e duchas vaginais.

Pode ser feito uma solução a 2% ou 5% com água e álcool. As folhas podem ser aplicadas em áreas infectadas do corpo. O chá do óleo de melaleuca pode ser inalado para tratamento respiratório.

Contra-indicações e efeitos colaterais do óleo de melaleuca

O óleo jamais deve ser administrado por via oral afim de evitar reação alérgicas. Conforme algumas das aplicações acima, ele deve ser usado apenas externamente, dependendo da aplicação ele deverá ser diluído. Caso ingerido procure ajuda médica.

Relatórios indicam que pessoas que utilizaram o óleo por via oral experimentaram: grave erupção cutânea, dor abdominal, diarreia, letargia, sistema imunológico reduzido, inflamação no canto da boca, sonolência, andar irregular, coma e confusão.

Outros relatos incluíam náuseas, sensação de ardor, mau hálito e gosto desagradável. Este óleo não deve ser utilizado por pessoas que tenham alergia a terebintina. Ele também não deve ser aplicado diretamente em ferimentos abertos, nos olhos e nem sobre a pele rachada.

Onde comprar o óleo de melaleuca?

oleo-de-melaleuca-onde-comprar Você pode encontrar o óleo em lojas de produtos naturais da sua cidade. Se preferir comprar do conforto de sua casa, compre pela Internet no site da Natue.

>> Clique aqui para ver preços de óleo de melaleuca. <<

Depoimento que relata uma experiência de um problema resolvido com este óleo

 

Saiba para que serve a Quinoa